ATENDIMENTO
2ª à 6ª das 8 as 18h (11) 3789-1921
ENTREGAS
Entregamos em todo Brasil

    Seu carrinho está vazio

    • VERNIZ LOCALIZADO
    • 1. Verniz Localizado

      A máscara do verniz deverá ser criada em vetor e na cor preta K:100%, indicando o local aonde será aplicado o verniz. Caso a máscara seja enviada em arquivo de imagem bitmap e não esteja com K:100% ela poderá apresentar uma retícula e a qualidade final será prejudicada, perdendo a garantia.

      Lembramos que a aplicação de Verniz Localizado poderá ter uma variação de +/- 1mm no registro, ou seja, o encaixe poderá variar. Evite aplicar o verniz localizado sobre textos ou pequenos detalhes, pois, com certeza, não terá um encaixe perfeito.

      O verniz localizado aplicado sobre o fundo branco ou claro não dará um efeito bem visível, é melhor aplicá-lo sobre fundos escuros.

      Não se deve utilizar o verniz sobre 100% do cartão nem em áreas chapadas na linha de corte pois o verniz poderá descamar na linha de corte.

      Poderá ocorrer microbolhas nas áreas chapadas durante a plastificação BOPP e isto não é um defeito de produção, faz parte do processo de produção deste produto.

       

                                                                       

    • FORMATOS DE PAPEL
    • 1. Formatos de Papel

      Para acabar com a dúvida relativa aos formatos de papel, estamos disponibilizando  abaixo uma tabela com os formatos mais comuns utilizados no mercado.

       

                                                                                                            

    • RESOLUÇÃO DE IMAGEM
    • 1. Resolução de Imagem

      Pixel é o elemento básico da composição de imagens bitmap e fotos no mundo digital. O pixel é a unidade de medida para imagens digitais.

      Os pixels são quadrados de cores que compõe e dão vida às imagens digitais. Quantos mais pixels existirem melhor é a resolução e qualidade da imagem.

       

                      

       

       

      O tamanho de uma imagem no monitor depende das dimensões em pixel da imagem.

      Uma imagem digital pode ser ampliada infinitamente. No entanto, a qualidade reduz proporcionalmente ao aumento do tamanho. Quando a imagem atinge determinada dimensão, o olho humano deixa de ver o somatório de todos os pixels como uma unidade, começando a ver cada pixel individualmente.

       Resolução é a medida de definição da imagem. É expressa como pixels por polegada (PPI: pixels per inch (para tela ou monitor)) ou pontos por polegada (DPI: dots per inch (para impressão)) ou até mesmo amostras por polegada (para imagens escaneadas), a unidade de medida na impressão para descrever a resolução geométrica de uma imagem, que corresponde ao número total de pixels verticais e horizontais existentes na imagem. De forma geral, quanto maior é a resolução de uma imagem digital, melhor é a sua qualidade, sendo também maior a dimensão do ficheiro. Por exemplo, uma imagem de 1 cm por 1 cm com uma resolução de 72 dpi contém um total de 784 pixels (28 pixels de largura x 28 pixels de altura igual 784). A mesma figura de 1 cm por 1 cm com resolução de 300 dpi teria um total de 13689 pixels.

      Uma imagem para ser visualizada no monitor só necessita de 72 DPI, enquanto para papel é aconselhada uma resolução de 300 DPI para impressos até A4 e 150 DPI para tamanhos superiores.  A resolução de uma imagem para ecrã não é igual a uma imagem impressa para uma revista – esta precisa de mais pontos – mais resolução.

       

                         

    • SANGRIA E ÁREA DE SEGURANÇA
    • 1. Sangria e Área de Segurança

      Após o processo de impressão o material será cortado (refilado) no tamanho correto, porém o corte pode sofrer uma variação de até 3mm. A forma correta de se lidar com essa variação é usar a sangria no documento.

       

                               

    • TIPOGRAFIA
    • 1. Tipografia

      A tipografia é sem dúvida um dos elementos mais importantes no design gráfico. Ter cuidados com a tipografia garante que sua mensagem seja impressa de modo claro e legível. Uma boa tipografia possui uma variedade de pesos e tamanhos, como podemos ver no exemplo abaixo:

       

       

       

       

       

      No software gráfico escolhemos a familia tipográfica (chamada “fonte”), que carregará nossa mensagem. Lembre-se sempre de alguns pontos importantes quanto á tipografia:

      Sempre converta suas fontes em curva (“criar contorno” ou “create outlines”), pois assim a letra se torna vetor e garantirá que seja impressa corretamente mesmo após ajustes de pré-impressão.

       

       

       

       

       

       

      A tipografia, principalmente quando for de tamanho menor, quando rasterizada (convertida para bitmap) perde informações de cor e forma, comprometendo sua legibilidade. Deixe a tipografia como texto ou como vetor no PDF.

      Evite utilizar fontes com tamanho inferior a 7pt para que os dados fiquem legíveis.

      Não use preto 400% (C 100%, Y 100%, M 100%, K 100%) para textos, pois isso poderá gerar erros de registro, que danificará a legibilidade de seu texto, além de certas gramaturas que podem não suportar um volume elevado de tinta.

      O recomendado, é utilizar preto 100% para fontes.

       

       

       

    • CORES
    • 1. Cores

      CMYK é um sistema de cores cuja sigla é formada pelas cores Cyan (Ciano), Magenta (Magenta), Yellow (Amarelo) e Black (Preto). O CMYK (também chamado de cor pigmento) é um sistema muito utilizado na indústria gráfica.

      Além das cores primárias ciano, magenta e amarelo, também é usada a cor preta, considerada como a "cor chave" por ser essencial para definir os detalhes de uma imagem .

      O sistema CMYK é utilizado para impressão em cores com tinta, com o objetivo de ocultar algumas cores, quando o fundo é branco, para diminuir a luminosidade e ressaltar a combinação das quatro cores. O CMYK pode reproduzir todas as principais gama de cores existentes. O CMYK funciona através de impressoras e fotocopiadoras para reproduzir uma grande parte das cores do espectro visível.

       

                                                                                          

       

       

      Enquanto o CMYK é a cor-pigmento, o sistema RGB (vermelho, verde e azul) é definido como a cor-luz, sendo utilizado nos objetos que emitem luz (dispositivos eletrônicos como monitores de TV e computador, "datashows", scanners e câmeras digitais, assim como na fotografia tradicional, por exemplo).

      RGB é a sigla do sistema de cores aditivas formado pelas iniciais das cores em inglês Red, Green e Blue, que significa em português, respectivamente, Vermelho, Verde e Azul.

      O sistema de cores luminosas RGB (também designado por cor-luz) é usado nos objetos que emitem luz como, por exemplo, os monitores de computador e televisão, as câmeras digitais, o scanner, entre outros.

      As variações de cores podem resultar de diferenças nas origens das imagens, da forma como os aplicativos definem as cores, da mídia de impressão.